28.7 – Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais

26/07/2019 11:38

 

A partir de iniciativa e propostas brasileiras, a Organização Mundial de Saúde (OMS), durante Assembleia Mundial da Saúde realizada em maio de 2010, instituiu a data de 28 de julho como o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a hepatite.

Prevenção

Existem várias medidas que podem evitar a transmissão das hepatites virais:

  • Usar preservativos em todas as relações sexuais;
  • Exigir materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e piercings;
  • Não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure;
  • Não usar lâminas de barbear ou de depilar de outras pessoas;

Vacinação
A vacina contra a hepatite B deve ser recomendada para jovens até 29 anos, essa vacina faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente e está disponível em todas as salas de vacina do Sistema Único de Saúde (SUS).

A oferta dessa vacina estende-se, também, a outros grupos em situações de maior vulnerabilidade, independentemente da faixa etária.

Fonte: Organização Pan-Americana de Saúde Brasil

27.07 – Dia Nacional da Prevenção de Acidentes do Trabalho

26/07/2019 11:19

“A segurança é sinônimo de qualidade e de bem-estar para os trabalhadores.”

A data é símbolo da luta dos trabalhadores brasileiros por melhorias nas condições de saúde e segurança no trabalho. O dia comemorativo propõe uma reflexão sobre como os ambientes e processos de trabalho podem determinar tanto a saúde quanto os acidentes e o adoecimento dos trabalhadores. Ressalta-se que manter ambientes e processos de trabalho saudáveis são uma responsabilidade compartilhada entre empregadores e trabalhadores.

A conscientização e a formação dos trabalhadores no local de trabalho são a melhor forma de prevenir acidentes. A isso devemos acrescentar a aplicação das medidas de segurança coletivas e individuais inerentes à atividade desenvolvida, como as citadas abaixo:

  • Utilize os Equipamentos de Proteção Individual (EPI);
  • Mantenha áreas de circulação desobstruídas;
  • Não obstrua o acesso aos equipamentos de emergências (macas, extintores, etc.)
  • Informe ao superior imediato sobre a ocorrência de incidentes, para que se possa corrigir o problema e evitar futuros acidentes;
  • Não execute atividade para a qual não está habilitado;
  • Não improvise ferramentas. Solicite a compra de ferramentas adequadas à atividade;
  • Não faça brincadeiras durante o trabalho. Sua atenção deve ser voltada apenas para a atividade que está executando;
  • Oriente os novos colaboradores sobre os riscos das atividades;
  • Não retire os Equipamentos de Proteção Coletiva das máquinas e equipamentos. Eles protegem você e demais trabalhadores simultaneamente;
  • Não fume em locais proibidos. Procure os locais destinados para tal;
  • Confira sua máquina ou equipamento de trabalho antes de iniciar suas atividades, através do check-list;
  • Ao sentar, verifique a firmeza e a posição das cadeiras;
  • Não deixe objetos caídos no chão. Manter o local de trabalho limpo e organizado pode evitar escorregões e quedas;
  • Evite apressar o trabalho, pois além de se expor aos riscos, você também acabará desenvolvendo serviços de má qualidade.

O Departamento de Atenção à Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina conta com a Divisão de Saúde e Segurança do Trabalho (DSST) que tem como objetivo a promoção da saúde e segurança do trabalho, buscando atingir nível de excelência na atuação junto à comunidade universitária.

Fonte: Blog do Ministério da Saúde Ministério da Saúde Marinha do Brasil

Suspensão das atividades no dia 08/07/2019 em razão do Vestibular UFSC

04/07/2019 11:00

De acordo com o Ofício Circular n.º 06 /2019/COPERVE, informamos que no dia 08/07/2019 o acesso às  dependências será restrito em função da realização do vestibular. Sendo assim, os setores do Departamento de Atenção a Saúde (DAS), com exceção da Divisão de Serviço Social (DiSS),  não realizarão suas atividades neste dia, pois localizam-se em um dos prédios em que serão aplicadas as provas.

Lembramos a todos, voltaremos a atender normalmente no dia 09/07/2019, das 07:00 ás 19:00 horas.

 

Doação de sangue, plaquetas e medula.

06/06/2019 12:04

DOAÇÃO DE SANGUE

Diariamente muitas pessoas sofrem acidentes ou estão internadas por diferentes doenças e necessitam de transfusões sanguíneas. O sangue coletado pode ser fracionado em seus componentes sendo utilizado para vários pacientes de acordo com suas necessidades, não podendo ser substituído. É um produto que não pode ser comprado e portanto, depende da solidariedade das pessoas. Além disso, o sangue humano tem tipos diferentes e os hemocomponentes têm validade definida, sendo que num dia podemos tê-los e em outros não.

Doar sangue é seguro. Não existe nenhum risco de contrair uma doença infecciosa doando sangue. A coleta é feita por pessoal capacitado e sob supervisão de um médico ou enfermeiro, garantindo o bem estar do doador. Todo o material usado para a coleta de sangue é individual, descartável, apirogênico (não causa febre) e estéril. Todo o processo da doação de sangue levam em torno de 55 minutos.

Doar sangue não dói, nem prejudica a sua saúde.

 

DOAÇÃO DE PLAQUETAS

 

DOAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA

Mais informações no site: http://www.hemosc.org.br/

05/06/2019 – Dia Internacional do Meio Ambiente.

04/06/2019 09:33

No dia 5 de junho de 2019 é celebrado o Dia Internacional do Meio Ambiente. Esta é a principal data das Nações Unidas para sensibilizar e encorajar ações no mundo todo em prol da proteção ambiental. Tendo “poluição do ar” como tema deste ano, a ONU Meio Ambiente lança um site especial, um mapa interativo de eventos e um desafio digital de comprometimento. O objetivo é chamar a atenção para este problema evitável, mas que demanda ações urgentes e imediatas.

Mais informações no site: https://nacoesunidas.org/onu-lanca-desafio-nas-redes-sociais-e-site-especial-para-dia-mundial-do-meio-ambiente/

 
A Coordenadoria de Gestão Ambiental, em conjunto com a Sala Verde da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), organizaram a Semana do Meio Ambiente da UFSC 2019. Com atividades gratuitas e voltadas ao público, a Semana tem como objetivo a promoção da sustentabilidade por meio de palestras, oficinas, visitas técnicas, apresentações artísticas, mesas redondas.

Mais informações no site: http://ufscsustentavel.ufsc.br/semana-do-meio-ambiente-2019/

Vacinação da Gestante

24/05/2019 07:39

As vacinas do Calendário da Gestante são essenciais para prevenir problemas graves com a saúde da mãe e do bebê. Com a vacinação, os anticorpos da mãe são transferidos ao feto pela placenta durante a gestação, e, após o nascimento, são transferidos ao bebê pelo leite materno.

A Vacinação das Gestantes é considerada prioritária pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pois beneficia a mãe e o bebê, particularmente os menores de 6 meses de idade. Os anticorpos maternos são muito importantes para os bebês nos 12 primeiros meses de vida, pois os protegerão das doenças até que possam ser completamente vacinados e desenvolver suas próprias defesas imunológicas.

A vacinação nas gestantes ocorre há décadas. A vacina de Tétano, por exemplo, feita durante a gestação, possibilitou eliminar o Tétano Neonatal no Brasil e nas Américas.

Contudo, no Brasil, a cobertura vacinal tem estado bem abaixo do ideal. Dados divulgados pela coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, em março de 2019, indicam que a adesão à tríplice bacteriana acelular (difteria, tétano e coqueluche) chegou a apenas 38,48% em 2017. Outras vacinas obrigatórias na gestação também tiveram baixa cobertura vacinal, como a hepatite B que foi de 56,4% e a da Influenza de 79,31% em 2017.

As vacinas indicadas para todas as grávidas são a Influenza (gripe), a Hepatite B, a Dupla bacteriana do tipo adulto (dT), contra a difteria e tétano, e a Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (dTpa), contra a difteria, tétano e coqueluche. Todas são elaboradas a partir de vírus inativados, ou seja, não tem capacidade de produzir as doenças, sendo, portanto, muito seguras, e estão disponíveis nas redes pública e privada.

 

Influenza

Gestantes, puérperas (45 dias após o parto) e crianças com até cinco anos responderam por 11,4% dos óbitos por influenza entre pessoas com fatores de risco no Brasil em 2017.

Ainda com relação à influenza, a fase mais crítica para o bebê é nos seis primeiros meses de vida, ou seja, antes da primeira dose da vacina. Estudos apontam que as chances de internação em UTI nesse período são 40% maiores se comparadas às de crianças entre seis meses e 12 meses.

Dose única anual.

 

Coqueluche

Dos 2.955 casos de coqueluche registrados no Brasil em 2015, 1.850 (62,6%) aconteceram em menores de 1 ano. Das 35 mortes, 30 foram em menores de 3 meses.

A vacinação de gestantes e dos contactantes é estratégia mundial para prevenir a infecção em bebês, já que eles completam o esquema vacinal de Coqueluche aos 6 meses de vida, ficando as crianças são mais suscetíveis à morte pela doença, em geral assintomática em adultos.

Fazer uma dose da dTpa, a partir da 20ª semana de gestação.

 

Hepatite B

Aproximadamente 11,1% dos casos de hepatite B verificados no Brasil entre 1999 e 2015 ocorreram entre gestantes. A transmissão vertical (mãe-filho), com 6,2% do total, é fonte de infecção importante.

Cerca de 90% dos recém-nascidos que contraem hepatite B durante o parto desenvolvem a forma crônica. Em adultos, o índice é de 10%.

Para todas as gestantes que nunca tenham sido vacinadas para Hepatite B anteriormente. Fazer 3 dose no esquema de 0,1 e meses.

 

Tétano

O tétano neonatal matava 6,7 a cada 1.000 nascidos vivos no fim da década de 1980, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Graças às políticas de vacinação, apenas 15 países ainda não conseguiram eliminar a doença. A região das Américas alcançou essa conquista em setembro de 2017.

 

Febre amarela

Normalmente contraindicada em gestantes. Porém, em situações em que o risco da infecção supera os riscos potenciais da vacinação, pode ser feita durante a gravidez

Em determinadas situações epidemiológicas, vacinas de vírus vivos atenuados podem ser prescritas. É o caso da febre amarela, indicada para as gestantes das cidades dos estados do Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo e Espírito Santo onde já foram registrados casos em humanos ou macacos. “Apesar de existir a possibilidade teórica de infecção ao feto, diversos levantamentos com mulheres que receberam a dose contra a febre amarela sem saber que estavam grávidas concluíram que a vacinação não aumentou a incidência de eventos adversos nas mães ou causou danos ao feto”, afirma.

Dia do Assistente Social

14/05/2019 09:04

 

No dia 15 de maio de 2019 é celebrado o Dia do Assistente Social, e o Departamento de Atenção à Saúde (DAS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) parabeniza todos os servidores dessa área.

O DAS conta com a Divisão de Serviço Social e Atenção ao Servidor (DISS) que atua no campo de assistência, promoção e prevenção à saúde dos servidores, tendo como foco as questões relacionadas a saúde e ao trabalho destes.

Feliz Dia das Mães!!!

10/05/2019 10:31

O DAS (Departamento de Atenção à Saúde) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) parabeniza todas as mães da comunidade universitária.

“Mãe, são três letras apenas as deste nome bendito
Também o céu tem três letras e nelas cabe o infinito.”
(Mário Quintana)

12/05/2019 – Dia Internacional da Enfermagem

10/05/2019 10:29

“Enfermagem é a arte de cuidar incondicionalmente, é cuidar de alguém que você nunca viu na vida, mas mesmo assim, ajudar e fazer o melhor por ela. Não se pode fazer isso apenas por dinheiro…Isso se faz por e com amor!”

O Departamento de Atenção à Saúde (DAS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) parabeniza todos os profissionais dessa área e comemora também os 50 anos da Enfermagem na instituição.

Obrigado a todos!!

 

1 de maio – Dia do Trabalhador

30/04/2019 10:04

No dia 01 de maio de 2019 comemora-se o Dia do Trabalhor, e o Departamento de Atenção à Saúde (DAS) aproveita esse dia para parabenizar toda a Comunidade Universitária.

Com o objetivo de celebrar esse dia, a Prefeitura Municipal de Florianópolis vai realizar diversas atividades voluntárias e abertas a toda comunidade, inclusive ações de cuidado à saúde e bem-estar.  O evento será sediado no Parque de Coqueiros das 10h às 16h. Mais informações estão disponíveis no link:

http://www.pmf.sc.gov.br/noticias/index.php?pagina=notpagina&noti=20705